Corridas informativas

Quieta Nenê!!
Após uma passada pelo meu cardiologista há aproximadamente 1 ano, precisei mudar algumas condutas. O engraçada, para não falar em trágico, é que tudo aquilo que mais gosto de comer e tomar sofreu uma alteração. Pare de comer pizza. Retire o pão da sua vida. Pare de comer carne. Pô, eu gosto de fazer tudo isso, eu sempre comi muita massa, eu sempre fui feliz desse jeito. Pois é, e além destas imposições com o propósito de poupar meu colesterol que subiu a níveis nunca antes atingidos, fui orientado a praticar esporte. Eu nunca na minha vida pensei que um dia eu precisaria praticar um esporte por orientação médica, isso sempre foi feito com muito prazer.

Logo do Podcast


Sempre joguei futebol. Desde criança a bola era uma grande companheira (embora ela não pensasse isso de mim), sempre joguei futsal com os amigos e curtia muito isso. Outro esporte que me empolgava muito foi o Taekwondo, cheguei à faixa ponta azul e dava muita porrada, principalmente com minha perna extra-plus, conseguia uns chutes interessantes.
Mas parece que tudo isso perdeu um pouco de sentido depois que comecei a correr. Sempre achei um esporte chato, talvez porque é praticado sozinho, solitário, mas também porque geralmente as pessoas não sorriem ao chegar de uma corrida, mas chegam acabadas. Comecei a treinar e curti a prática.
Não vou dizer que sou um Queniano correndo, mas faço com tranquilidade os 5km que para mim estão na medida. Mas como tentar dar uma pitada de prazer a este esporte? Basta um fone de ouvido e uma boa música. Comecei a correr ouvindo música boa: Take 6, Nova Jerusalém, Toto, mas ultimamente tenho aproveitado o tempo de desgaste físico e busca pela queda do colesterol para me informar. Montei uma seleção de podcasts muito interessante: Hora do Mac, iPhone Hoje, Itech Hoje, MestreCast, CBN (Tecnologia), Vladimir Campos Podcast e CocaTech.
Estes podcasts são feitos como nós, amantes de tecnogia e que têm em comum a vontade e disposição de compartilhar conteúdo, informação. Alguns são profissionais da área, outros simplesmente apaixonados pelo que falam.
Mas o grande problema de tudo isso é a frequência de postagem. Acabo de ouvir um iTech Hoje agora e fico agora mais um bom tempo aguardando a chegada do próximo. Mas se você sofre de ansiedade e está apresentando sintomas da SAP, a síndrome de abstinência de podcast, sugiro tentar acompanhar o CocaTech, um podcast diário, feito pelo Gustavo Farias, um cara que curte os iBrinquedos e que fala sozinho em podcasts que duram em média 50 minutos e têm uma frequência diária. O mais interessante é ver que ele não “enche linguiça”, mas consegue manter uma linha de programa bem consistente, densa, e como ele mesmo diz, o podcast é uma “dose diária de tecnologia”.
Caso você tenha se empolgado com minha dica para te acompanhar nas corridas, sugiro instalar o iTunes e baixar todos os podcasts numa seção específica sobre tecnologia.
Abraços

Publicado em 1 de novembro de 2011, em Uncategorized. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s